Dia do Miojo: Toda a história de sua criação

Publicado em: 25.08.2020

Para aqueles que moram sozinhos e não tem muita intimidade com a cozinha ou para os apressados que tem preguiça de cozinhar, o miojo sempre foi uma ótima opção. Rápido, fácil e tem um gostinho até aceitável, não é mesmo?!

Seja por necessidade, pressa e as vezes até por escolha mesmo, todo mundo já fez do macarrão instantâneo seu prato principal do dia. O que muita gente não sabe é a história super interessante que esse salvador de refeições tem. Mas para acabar com isso, fomos atrás de tudo para você. Todas as curiosidades sobre o miojo que você não sabia.

O criador de uma das maiores invenções do século 20 faleceu em janeiro de 2007, ele era o empresário Momofuku Ando, nascido em Taiwan. Ando fundou a Nissin Product – empresa responsável pelas primeiras fabricações do nosso conhecido macarrão instantâneo em 1958 – quando ele tinha 38 anos, em 1948. Desde então, a empresa só cresceu e seus produtos ficaram conhecidos mundialmente.

Fonte: Nissin

No Japão, a criação foi considerada a invenção mais importante pós-guerra, ganhando do Karaokê e do Walkman. Uma das declarações mais famosas de Ando foi “só haverá paz no mundo quando o povo tiver comida suficiente”. Segundo ele, esse foi o motivo que o levou a criar o que conhecemos hoje como miojo. No fim da Segunda Guerra Mundial Momofuku viu uma fila enorme formada por soldados que esperavam para conseguir uma tigela de sopa. Daí lhe veio a ideia de facilitar aquilo.

Depois de ter seu produto conhecido mundialmente, Ando teve seu “lámen” consumido até no espaço. Em 2005, a Nissin produziu um macarrão especialmente para ser consumido pelo astronauta japonês Soichi Noguchi, durante uma missão espacial da nave Discovery.

Cup Noodles

Em 1971, um funcionário da Nissin, Takeshi Otaka, sugeriu à Ando que o miojo fosse produzido em um pote de isopor, o formato deu tão certo que produto foi batizado de Cup Noodles e o design do copo é o mesmo até hoje. Atualmente o Brasil usa plástico duro nas embalagens. Porém, em outros países, os copos podem ser de papel ou isopor, que, além de serem leves e baratos, são um ótimo isolante térmico. Assim, o recipiente perde pouco calor, mantendo a água quente por mais tempo.

Fonte: Unsplash

No Japão, o nome do miojo de copo é Cup Noodle, sem o “s” no final, e há mais de 15 sabores disponíveis nos mercados. Para dar o sabor diferenciado que o Cup Noodles tem em relação ao Nissin Miojo comum, os fios do macarrão são mergulhados por dez segundos em um tanque com água a 30ºC, temperada com sal e glutamato monossódico (sal sódico do ácido glutâmico). Depois de frito, quando o macarrão é levado para embalar, são acrescentados temperos em pó e pedaços de alimentos desidratados, como legumes e pedações de carne.

☎ Aproveite e peça já Miojo Nissin:
DF: (61) 99861-8009
GO: (62) 99951-1513

Fonte: Matéria adaptada do portal Fatos Desconhecidos
Para ver a matéria na íntegra, acesse o link: www.fatosdesconhecidos.ig.com.br/toda-a-historia-da-criacao-do-miojo/

Receba Nossas Novidades